Moacir et Selena

... que resplandeça a vossa LUZ!

Textos


Bronco Caipira

era, apenas, um bronco caipira,
pois não acreditava em vampiro.
sob invectiva, dava um suspiro:
a minha crença ninguém me tira!

mas, já estava na alça de mira,
'e os meus olhos dele não tiro,'
com sua palurdice eu me me iro!'
exclamou a vampira, a Altamira.

e, na noite sem lua ela atacou,
pegou-o de jeito, pelo pescoço,
o sangue dele, todo, ela sugou.

entrevero, e um baita alvoroço,
a gente gritando, a vamp pirou,
caído, e exangue, ficou o moço.

bronco: ignorante, ignaro.
palurdice: patetice.
vamp: diminutivo de vampiro(a).
pirar: escapar-se, escapulir-se;...

Moacir et Selena
mas nem o tal do Harry Potter com sua varinha mágica,
haveria de alterar o desfecho desta história trágica!


Moacir et Selena
Enviado por Moacir et Selena em 16/09/2010
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome dos autores e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras